A TELEMEDICINA NO TRATAMENTO DE PACIENTES PSIQUIÁTRICOS: UMA REFLEXÃO BIOÉTICA SOBRE TELEPSIQUIATRIA

Autores

  • SOFIA SCHORR PEREIRA Universidade Federal do Espírito Santo
  • MARGARETH VETIS ZAGANELLI Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

Doenças psiquiátricas, Telemedicina, Saúde mental, Bioética, Equidade

Resumo

O presente artigo trata acerca da utilização da telemedicina no tratamento de pacientes psiquiátricos, em um contexto de pós-pandemia de Covid-19, no qual o isolamento social e as grandes perdas humanas influenciaram no incremento do número de pessoas acometidas por doenças mentais. Com esse intento, estuda-se a implementação da telepsiquiatria no Brasil, verificando como esse recurso pode ser relevante na promoção de um atendimento igualitário no país, desde que seja resguardada a confidencialidade dos pacientes e a ética. Adotou-se o método de pesquisa exploratória e levantamentos bibliográficos, além da análise de recursos documentais. O estudo tem por objetivo evidenciar a importância da preservação dos princípios bioéticos nessa prática e apresentar as vantagens da ampliação da telemedicina para o atendimento psiquiátrico, como uma aliada importante na promoção de equidade no tratamento médico. Além disso, explora os obstáculos da implantação desse método no país e busca explicitar como se deu a evolução da telepsiquiatria no Brasil.

Biografia do Autor

SOFIA SCHORR PEREIRA, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduanda em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

MARGARETH VETIS ZAGANELLI, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora titular da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Referências

APÓS 20 anos, reforma psiquiátrica ainda divide opiniões. Agência Senado, 2021. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/04/06/apos-20-anos-reforma-psiquiatrica-ainda-divide-opinioes. Acesso em: 18 jun. 2023.

ARANTES, Ricardo. Telepsiquiatria: breve panorama mundial. Universidade Federal do Espírito Santo, 2015. Disponível em: https://telemedicina.unifesp.br/pub/ SBIS../CBIS2002/dados/arquivos/342.pdf. Acesso em: 13 mai. 2023.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA. Presidente da ABP fala sobre Psicofobia na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, 2022. Disponível em: https://www.abp.org.br/post/presidente-da-abp-fala-sobre-psicofobia-na-assembleia-legislativa-do-espirito-santo. Acesso em: 14 jun. 2023.

ASSOCIAÇÃO MÉDICA MUNDIAL. Declaração de Tel Aviv sobre Responsabilidades e Normas Éticas na Utilização da Telemedicina. Tel Aviv: AMM, 1999.

BERNARDO, André. Saúde mental: a evolução dos tratamentos psiquiátricos no Brasil. Veja Saúde, 2018. Disponível em: https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/saude-mental-a-evolucao-dos-tratamentos-psiquiatricos-no-brasil. Acesso em: 18 jun. 2023.

BRASIL. Lei Nº 13.709, de 14 de agosto de 2018. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Brasília, DF: Presidência da República, 2018. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/l13709.htm. Acesso em: 23 jun. 2023.

BRASIL. Lei Nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019. Brasília, DF: Presidência da República, 2020. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/l13979.htm. Acesso em: 23 jun. 2023.

BRASIL. Lei Nº 13.989, de 15 de abril de 2020. Dispõe sobre o uso da telemedicina durante a crise causada pelo coronavírus (SARS-CoV-2). Brasília, DF: Presidência da República, 2020. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/Lei/L13989.htm. Acesso em: 24 jun. 2023.

BRASIL. Lei Nº 14.510, de 27 de dezembro de 2022. Altera a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para autorizar e disciplinar a prática da telessaúde em todo o território nacional, e a Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015; e revoga a Lei nº 13.989, de 15 de abril de 2020. Brasília, DF: Presidência da República, 2022. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2022/lei/L14510.htm#:~:text=LEI%20N%C2%BA%2014.510%2C%20DE%2027,15%20de%20abril%20de%202020. Acesso em: 23 jun. 2023.

BRASIL. Portaria Nº 188, de 3 de fevereiro de 2020. Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV). Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-188-de-3-de-fevereiro-de-2020-241408388. Acesso em: 23 jun. 2023.

BRASIL. Portaria Nº 467, de 20 de março de 2020. Dispõe, em caráter excepcional e temporário, sobre as ações de Telemedicina, com o objetivo de regulamentar e operacionalizar as medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional previstas no art. 3º da Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, decorrente da epidemia de COVID-19. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/portaria/prt/portaria%20n%C2%BA%20467-20-ms.htm. Acesso em: 23 jun. 2023.

CARDOSO; Apolinário Krebs, Sant’Anna, Ricardo Tofani; Sant’anna, João Ricardo Michielin. Aspectos éticos e legais da telemedicina aplicados a dispositivos de estimulação cardíaca artificial. In: Revista brasileira e Latino-americana de Marcapasso e Arritmia, São Paulo, v.18, n.3, p. 103-110, 2005. Disponível em: https://jca.emnuvens.com.br/jca/article/view/2847/2849. Acesso em: 20 mai. 2023.

CARVALHO, Priscila. Internet e relação com médico: os avanços e desafios da telemedicina. Viva Bem, 2022. Disponível em: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2022/06/09/internet-e-relacao-com-medico-os-avancos-e-desafios-da-telemedicina.htm. Acesso em: 14 jun. 2023.

CASTRO, Manuela. Mais de 60 mil pessoas morreram no maior manicômio do Brasil. EBC, 2015. Disponível em: https://memoria.ebc.com.br/cidadania/2015/08/mais-de-60-mil-pessoas-morreram-no-maior-manicomio-do-brasil#:~:text=O%20maior%20do%20Brasil%20foi,de%20desrespeitos%20aos%20direitos%20humanos. Acesso em: 15 jun. 2023.

CNJ determina fim de manicômios judiciários e ignora falta de estrutura. O Tempo, 2023. Disponível em: https://www.otempo.com.br/brasil/cnj-determina-fim-de-manicomios-judiciarios-e-ignora-falta-de-estrutura-1.2855101. Acesso em 21 mai. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM). Conselheiros do CFM revogam a Resolução nº 2.227/2018, que trata da Telemedicina, 2019. Disponível em: https://portal.cfm.org.br/?option=com_content&view=article&id=28096%3A2019-02-22-15-13-20&catid=3. Acesso em: 17 jun. 2023.

EL KHOURI, Sumaia. Telemedicina: análise da sua evolução no Brasil. Dissertação (Mestrado). USP. São Paulo, 2003.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de Pesquisa Social. 6.ed. São Paulo: Editora Atlas, 2008.

GOMES, Valdemar Cristiano, DO NASCIMENTO, Edison Póvoa. Telemedicina e a sua Regulamentação no Brasil. In: Novos Direitos – Revista Acadêmica do Instituto de Ciências Jurídicas, Goiânia, v. 8, n. 2, p. 143-156, 2021.

LGPD aplicada à telemedicina: entenda as regras. Kairo Rodrigues, 2022. Disponível em: https://kairorodrigues.com.br/medico/lgpd-na-telemedicina/. Acesso em: 14 jun. 2023.

MEDICAID. Medicaid.gov: An official website of the United States government, 2020. Página inicial. Disponível em: https://www.medicaid.gov/medicaid/benefits/telehealth/index.html. Acesso em: 13 mai. 2023.

MOTA, Pedro; PAIS, João; PEREIRA, Sônia. O Uso da Telepsiquiatria Durante a Pandemia COVID‑19: Que Lições Podemos Retirar para o Futuro? In: Revista Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental, n.7, p.81-83, 2021.

OMS, Organização Mundial da Saúde. Informe Mundial de Saúde Mental, 2022. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/9789240049338. Acesso em: 17 mai. 2023.

OMS, Organização Mundial da Saúde. Pesquisa Global de e-Saúde – Volume 2, 2010. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/44497. Acesso em: 17 mai. 2023.

OPS. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Nova Agenda de Saúde Mental para as Américas, 2023. Disponível em: https://iris.paho.org/handle/10665.2/57669. Acesso em: 12 jun. 2023.

PALÁCIO, Clarissa; PERUZZO, Giulia; MIRANDA, Isabela. Luta Antimanicomial: entenda a importância do movimento. Esquinas – Revista Digital Laboratório da Faculdade Casper Líbero, 2023. Disponível em: https://revistaesquinas.casperlibero.edu.br/politica/direitos-humanos/luta-antimanicomial-entenda-a-importancia-do-movimento/. Acesso em: 17 jun. 2023.

REFORMA psiquiátrica: como está a atenção à saúde mental no Brasil 22 anos após a sanção da lei. Agência Senado, 2023. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/tv/programas/inclusao/2023/03/reforma-psiquiatrica-como-esta-a-atencao-a-saude-mental-no-brasil-22-anos-apos-a-sancao-da-lei. Acesso em: 18 jun. 2023.

RICCI, Fabrizio; GAMPIERO, Papi; LUZI, Daniela. La Telemedicina. In: MACERATINI, Riccardo et al (org.). Il medico on-line. Roma: Verduci Editore, p. 233-245, 2020.

ROCHA R. et al. Telemedicina, Telepsiquiatria e Depressão Perinatal. In: Revista Debates em Psiquiatria, v. 6, n.3, p. 6-15, 2016.

SCHERER, Tanise. Telemedicina no SUS: como é e quais os desafios para avançar. Futuro da Saúde, 2023. Disponível em: https://futurodasaude.com.br/telemedicina-no-sus/#:~:text=Mas%20o%20desafio%20para%20ampliar,de%20um%20computador%20ou%20smartphone. Acesso em: 16 jun. 2023.

SECRETARIA de Saúde juntamente com o CAPS ampliará a partir da próxima semana a oferta de atendimentos em psiquiatria. Prefeitura Nova Venécia, 2022. Disponível em: https://www.novavenecia.es.gov.br/secretaria-de-saude-juntamente-com-o-caps-ampliara-a-partir-da-proxima-semana-a-oferta-de-atendimentos-em-psiquiatria/. Acesso em: 15 jun. 2023.

TELEMÁTICA. In: DICIO, Dicionário Priberam de Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam, 2023. Disponível em: https://dicionario.priberam.org/telemática. Acesso em: 11 jun. 2023.

VADALÀ, Maria. La telemedicina: ieri e oggi. In: Italian Health Policy Brief, p. 1-24, 2009.

VIANA, Fernanda. Telemedicina: uma ferramenta para ampliar o acesso à assistência em saúde no Brasil. Dissertação (Mestrado). Fundação Getúlio Vargas. São Paulo, 2015.

WEN, Chao LUNG. Telemedicina e Telessaúde - Um panorama no Brasil. Disponível em: http://www.ip.pbh.gov.br/ANO10_N2_PDF/telemedicina_telesaude.pdf

ZAGANELLI, Margareth Vetis; BINDA FILHO, Douglas Luís. A Lei Geral de Proteção de Dados e suas implicações na saúde: as Avaliações de Impacto no tratamento de dados no âmbito clínico-hospitalar. In: Revista de Bioética y Derecho, v. 54, p. 215-232, 2022.

Downloads

Publicado

2024-06-10

Como Citar

PEREIRA, SOFIA SCHORR; ZAGANELLI, MARGARETH VETIS. A TELEMEDICINA NO TRATAMENTO DE PACIENTES PSIQUIÁTRICOS: UMA REFLEXÃO BIOÉTICA SOBRE TELEPSIQUIATRIA. Revista Pensamento Jurídico, São Paulo, Brasil, v. 18, n. 1, p. 319–339, 2024. Disponível em: https://ojs.unialfa.com.br/index.php/pensamentojuridico/article/view/881. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos