MEIOS DE COMUNICAÇÃO E VIOLÊNCIA DE GÊNERO: UMA RELAÇÃO ABUSIVA?

Autores

  • JULIANA LEME FALEIROS Faculdade Autônoma de Direito (FADISP)
  • THAÍS DUARTE ZAPPELINI Universidade de Illinois em Urbana-Champaign
  • WALESKA MIGUEL BATISTA Faculdade Autônoma de Direito (FADISP)

Palavras-chave:

violência midiática, violência simbólica, direitos humanos das mulheres

Resumo

A violência de gênero no Brasil é fenômeno persistente e tem empenhado tanto agentes públicos quanto acadêmicos para que soluções sejam encontradas e colocadas em prática. Um dos pontos que aqui chama atenção reside na averiguação do papel dos meios de comunicação nesta luta. A legislação vigente assevera que tais veículos devem se comprometer evitando a reprodução de estereótipos, repensando suas práticas e se colocando como agentes transformadores. Dessa feita, com revisão bibliográfica, indaga-se sobre possíveis relações, positivas ou negativas, entre a violência de gênero e os meios de comunicação tendo como objetivos apresentar a legislação pertinente e o cenário de violência sob a luz de violência simbólica de Pierre Bourdieu. Em considerações finais, o artigo propõe, a partir da legislação argentina sobre essa temática, a inclusão de violência midiática ao lado das demais violências já reconhecidas pelo ordenamento brasileiro a fim de ressignificar e dar visibilidade a esta relação.

Biografia do Autor

JULIANA LEME FALEIROS, Faculdade Autônoma de Direito (FADISP)

Advogada e professora do curso de graduação na Faculdade de Direito da FADISP. Doutora e mestra em Direito Político e Econômico (PPGDPE/Mackenzie). Graduada em Direito (UNIVEM) e em Ciência Política (UNINTER). Especialista em Direito Constitucional (ESDC) e em Direito Processual Civil (PUC/SP). Pesquisadora do Grupo de Pesquisa (CNPq) “Estado e Direito no Pensamento Social Brasileiro” (PPGDPE/Mackenzie). Pós-doutoranda (TECCER/UEG) com financiamento do CNPq e pesquisadora da Rede de Pesquisa internacional Diálogos Acadêmicos em Direitos Humanos.

THAÍS DUARTE ZAPPELINI, Universidade de Illinois em Urbana-Champaign

Pesquisadora associada de pós-doutorado no Lemann Center for Brazilian Studies da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign. Doutora e Mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Mackenzie (São Paulo, Brasil). Seus interesses de pesquisa incluem gênero, raça e arranjos de poder de classe e liberalismo na história jurídica do Brasil.  

WALESKA MIGUEL BATISTA, Faculdade Autônoma de Direito (FADISP)

Coordenadora da Graduação em Direito e Professora da Graduação, Mestrado e Doutorado em Direito da Faculdade Autônoma de Direito (FADISP), Coordenadora do Centro de Estudos Africanos e Afro-Brasileiro "Dra. Niceia Quintino Amauro" e Professora da Graduação em Direito da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Pós-Doutoranda em Educação pela Universidade de Campinas (UNICAMP). Doutora em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestra em Sustentabilidade e graduada em Direito pela PUC-Campinas. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa (CNPq) “Estado e Direito no Pensamento Social Brasileiro”. Pesquisadora da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Nacional (FUNDADESP). Advogada.

Referências

Agência Senado. Três anos depois de aprovada, Lei do Feminicídio tem avanços e desafios. 2018. Written by Guilherme Oliveira and Nelson Oliveira. Available at: https://www12.senado.leg.br/institucional/procuradoria/comum/tres-anos-depois-de-aprovada-lei-do-feminicidio-tem-avancos-e-desafios. Accessed: 04 abr 2024

AMAZÔNIA REAL. Um vírus e duas guerras: mulheres enfrentam em casa a violência doméstica e a pandemia da covid-19. Available at: https://ponte.org/mulheres-enfrentam-em-casa-a-violencia-domestica-e-a-pandemia-da-covid-19/. Accessed: 19 mar 2024

ARGENTINA. Lei nº 26.485, de 01 de abril de 2009a. Ley de protección integral para prevenir, sancionar y erradicar la violencia contra las mujeres en los ámbitos en que desarrollen sus relaciones interpersonales. Ley de proteccion integral a las mujeres. Buenos Aires, Available at: http://servicios.infoleg.gob.ar/infolegInternet/anexos/150000-154999/152155/norma.htm. Accessed: 19 mar 2024.

ARGENTINA. Lei nº 26.522, de 10 de setembro de 2009b. Regúlanse los Servicios de Comunicación Audiovisual en todo el ámbito territorial de la República Argentina. Servicios de Comunicacion Audiovisual. Buenos Aires, Available at: http://servicios.infoleg.gob.ar/infolegInternet/anexos/155000-159999/158649/norma.htm. Accessed: 20 mar 2024.

BALANÇO anual: Ligue 180 recebe mais de 92 mil denúncias de violações contra mulheres. 2019. Available at: https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2019/agosto/balanco-anual-ligue-180-recebe-mais-de-92-mil-denuncias-de-violacoes-contra-mulheres. Accessed: 5 apr 2024.

BENTO, Berenice. Heterossexualidade e poder. 2011. Available at: http://www.clam.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=8204&sid=4. Accessed: 30 mar. 2024.

BOURDIEU, Pierre. Masculine Domination. Translated by Richard Nice. Redwood: Stanford University Press, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Trad. Maria Lucia Machado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 1997.

BOURDIEU, Pierre. Sociologia I. Organizador [da coletânea] Renato Ortiz. Tradução de Paula Montero e Alicia Auzmendi. São Paulo: Ática, 1983.

BRASIL. Lei nº 11.340, de 07 de agosto de 2006. Lei Maria da Penha. Available at: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11340.htm. Accessed: 25 mar 2024.

CALMON, Eliana. A Lei Maria da Penha. 2009. Available at: https://ww2.stj.jus.br/publicacaoinstitucional/index.php/dout20anos/article/view/3417/3541. Accessed: 04 apr 2024.

IPEA. Atlas da violência 2020. 2020. Available at: https://www.ipea.gov.br/atlasviolencia/download/25/infografico-atlas-da-violencia-2020. Accessed: 7 apr 2024

FALEIROS, Juliana Leme. Violência midiática: a necessidade de seu reconhecimento para a efetivação dos direitos humanos das mulheres. 2016. 113 f. Thesis (LLM) - Curso de Direito, Direito, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2016. Available at: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2886. Accessed: 3 apr 2024.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019. 2019. Available at: http://www.forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2019/09/Anuario-2019-FINAL-v3.pdf. Accessed: 05 apr 2024.

GARCIA, Leila et al. Violência contra a mulher: feminicídios no Brasil. 2013. Available at: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/130925_sum_estudo_feminicidio_leilagarcia.pdf. Accessed: 28 mar 2024.

HAMANN-NIELEBOCK, Eduarda; CARVALHO, Ilona Szabó de. A violência armada e seus impactos sobre a população civil: um fardo necessário? Revista Brasileira de Segurança Pública, São Paulo, v. 2, n. 3, p. 104-118, 2008. Available at: http://www.revista.forumseguranca.org.br/index.php/rbsp/article/view/29. Accessed: 20 mar 2024.

LIMA, Lana Lage da Gama. Cultura do estupro, representações de gênero e Direito. Linguagem e Direito, Porto, p. 07-18, 2017. Available at: http://ojs.letras.up.pt/index.php/LLLD/article/view/3280. Accessed: 2 apr 2024.

MARCONDES FILHO, Ciro. Televisão: a vida pelo vídeo. São Paulo: Moderna, 1988.

Nakahira, Ricardo. Eficácia horizontal dos direitos fundamentais. 2007. 180 f. Thesis (LLM) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

OEA. Convenção interamericana para prevenir, punir, e erradicar a violência contra a mulher. 1994. Available at: http://www.cidh.org/Basicos/Portugues/m.Belem.do.Para.htm. Accessed: 4 apr 2024.

Organização das Nações Unidas (ONU). Convenção para eliminação de todas as formas de discriminação contra a mulher. 1979. Available at: http://www.onumulheres.org.br/wp-content/uploads/2013/03/convencao_cedaw.pdf Accessed: 6 apr 2024.

Organização das Nações Unidas (ONU). ONU: brasil tem a segunda maior taxa de homicídios da américa do sul. Brasil tem a segunda maior taxa de homicídios da América do Sul. 2019. Available at: https://news.un.org/pt/story/2019/07/1679241. Accessed: 30 mar 2024.

OLIVEIRA, Dennis de. Professor Dennis de Oliveira trata de livro que trata da violência da mídia. Camila Souza Ramos. Available at: <http://www.piratininga.org.br/novapagina/leitura.asp?id_noticia=5238&topico=Entrevistas>. Accessed: 10 Jun. 2016.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e o direito constitucional internacional. 14 ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2013.

QUEM matou Eloá?. Direção de Lívia Perez. Produção de Lívia Perez e Fernanda de Capua. Roteiro: Lívia Perez. São Paulo, 2015. Son., color. Available at: https://www.youtube.com/watch?v=4IqIaDR_GoQ&t=139s. Accessed: 10 apr 2024.

RAMOS, Camila Souza. Violência da mídia é tema de livro que será lançado amanhã. 2009. Available at: https://revistaforum.com.br/noticias/violencia_da_midia_e_tema_de_livro_que_sera_lancado_amanha/. Accessed: 10 mar 2024.

REDAÇÃO MARIE CLAIRE. Igreja afasta pastor que agrediu a mulher em ‘live’. 2020. Available at: https://revistamarieclaire.globo.com/Noticias/noticia/2020/09/igreja-afasta-pastor-que-agrediu-mulher-em-live.html. Accessed: 28 mar 2024.

ROMANO, Vicente. La Violencia Mediática. Caracas: Correo del Orinoco, 2012. Available at: http://www.minci.gob.ve/2012/06/la-violencia-mediatica-vicente-romano/. Accessed: 2 apr 2024.

SANTOMÉ, Natalia Eva Torres. Género y medios de comunicación: estudio preliminar. Ratio Iuris: Revista de Derecho Privado, Bogotá, v. 8, n. 1, p. 108-123, 2020. Available at: http://dspace.uces.edu.ar:8180/xmlui/bitstream/handle/123456789/4833/Genero_medios_Torres-Santome.pdf?sequence=1.Accessed: 3 apr 2024.

SEGATO, Rita Laura. Las estructuras elementales de la violencia: ensayos sobre género entre la antropología, el psicoanálisis y los derechos humanos. 2. ed. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2010.

SETTON, Maria da Graça Jacintho. A teoria do habitus em Pierre Bourdieu: uma leitura contemporânea. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 20, p. 60-72, 2002. Available at: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782002000200005. Accessed: 27 mar 2024.

WACQUANT, Loïc. Esclarecer o habitus. Educação & Linguagem, São Paulo, v. 10, n. 16, p. 63-71, 2007. Available at: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/article/view/126/136. Accessed: 26 mar 2024.

Downloads

Publicado

2024-06-10

Como Citar

FALEIROS, JULIANA LEME; ZAPPELINI, THAÍS DUARTE; BATISTA, WALESKA MIGUEL. MEIOS DE COMUNICAÇÃO E VIOLÊNCIA DE GÊNERO: UMA RELAÇÃO ABUSIVA?. Revista Pensamento Jurídico, São Paulo, Brasil, v. 18, n. 1, p. 1–26, 2024. Disponível em: https://ojs.unialfa.com.br/index.php/pensamentojuridico/article/view/870. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos